• Luciana Gomes

Marca Pessoal: Como construir sua Autoridade na Internet


Autoridade digital é toda marca que é respeitada, valorizada, ouvida e tida como referência no seu nicho, no ambiente digital. E, uma marca pode ser uma empresa, mas também uma pessoa. Aqui vamos nos concentrar no posicionamento e autoridade de marcas pessoais.


Ser uma autoridade é o sonho de todos que desejam usar a internet para gerar negócios pois, construir credibilidade e influência, é um dos passos mais importantes para que você tenha sucesso no mundo online afinal, as pessoas só compram de quem elas gostam e confiam, e na internet, isso é 100 mil vezes mais forte.


Portanto, se vender o seu conhecimento na internet é o seu objetivo hoje, dedique boa parte do seu tempo a aprender como se posicionar adequadamente para conquistar autoridade e influência neste ambiente. Vai valer a pena.

Fica comigo que hoje eu vou te ajudar nisso.


APAREÇA SEMPRE

Se você já entendeu e decidiu que deseja construir credibilidade, influência e alcance na internet, o primeiro passo é aparecer constantemente, pois como diz a passagem do livro Pequeno Príncipe que eu não me canso de citar como fonte riquíssima para estudos sobre marca pessoal: “Foi o tempo que perdeste com a sua rosa que a fez tão importante”. Criar laços com as pessoas é sobre estar presente na vida delas constantemente, aprenda isso e saia do anonimato, e para estar presente na vida das pessoas, não há nenhuma ferramenta tão eficiente, escalável e acessível quanto as plataformas de redes sociais e, o seu blog.

Você deve usar e abusar dessas ferramentas para tornar a sua imagem conhecida e divulgar toda a sua expertise no seu nicho de atuação.


Se o seu conteúdo for realmente valioso (valioso para outras pessoas claro), você começará a influenciar ativamente a sua audiência, gerando assim a tão sonhada autoridade. Muitas vezes até de forma inconsciente para eles sabia?


Entenda uma coisa: Toda vez que você publica algo, especialmente nas suas redes sociais, as pessoas que vêem imediatamente lembram de você. Quer elas se envolvam naquele conteúdo ou não, você fez com essas pessoas se lembrassem de você. Fazendo isso frequentemente, você aumenta drasticamente a probabilidade de estar no “topo da lista” da sua audiência, quando elas precisarem escolher entre você e seus concorrentes.


Portanto, anota essas dicas:


1. Publique de forma consistente e constante.


2. Produza de 1 a 3 artigos por semana no seu blog.


3. Produza e veicule pelo menos 1 post por dia nos feeds das redes sociais onde você está presente, ou pelo menos onde o seu público está com mais força. (nas demais você deve publicar também, mas pode diminuir a frequência).


4. Trabalhe com uma linha editorial estratégica para os seus conteúdos, utilizando diversos formatos como postagens motivacionais, dicas, perguntas e respostas, vídeo-aulas, etc.


5. Use os stories sem moderação. Tente publicar pelo menos 10 stories por dia. Mostre sua verdade, seu dia a dia, suas opiniões, bastidores, como você realiza o seu trabalho, etc.


6. Interaja todos os dias. Com seu público alvo e em perfis onde eles estão. Mantenha a meta de pelo menos 10 comentários em grandes perfis onde o seu público frequenta, e 10 comentários em perfis da sua persona.


Quando você interage (salva, comenta, curte ou compartilha) o conteúdo de alguém (e recebe um comentário ou uma curtida de volta), os algoritmos das redes sociais favorecem essa relação fazendo com que você veja mais postagens dela e, mais importante, que ela provavelmente veja mais postagens suas.

SEJA ESPECÍFICO, QUASE CIRÚRGICO NOS SEUS CONTEÚDOS

Quando as pessoas leem seus conteúdos que abordam temas que estão diretamente ligados às suas dores, elas expandem inconscientemente sua experiência para além do tópico da postagem. Ou seja, se o material realmente fez sentido para ela, cria-se ali uma autoridade que vai além do simples post/artigo que você produziu. Você passa a ser visto (muitas vezes inconscientemente) como alguém competente e capaz, em vários outros atributos que não apenas aquele conteúdo em si. Portanto:


Escreva sobre temas relacionados às dores diretas e indiretas do seu público, mas seja cirúrgico, ou seja, o mais específico possível naquela dor, o conteúdo precisa ser relevante e fazer diferença no resultado que ela quer alcançar.


Produza conteúdos bem completos e que de fato resolvem dores, sem enrolação. Para isso não tenha pena de estudar, de buscar mais embasamento se necessário. E lembre-se: As pessoas querem soluções simples para problemas difíceis, entregue isso a elas.


Ao produzir seus conteúdos, tenha sempre em mente se aquilo vai ajudar a melhorar a vida dela, se tem valor nesse sentido, e mostre como ele pode resolver seus problemas.

MOSTRE PROVAS


Ponto 1: Participou de conferências, eventos, reuniões com clientes etc? Coloque nas suas mídias.


Deixe que as pessoas vejam você com outras pessoas “influentes” da sua área de atuação. Os melhores atributos delas irão influenciar na forma como a sua audiência enxerga você.


Ponto 2: Compartilhe depoimentos sobre você, mas principalmente, sobre resultados dos seus clientes.


Não tem jeito. Mostrar para o mundo o que você já fez por outras pessoas é uma das melhores formas para você reforçar o seu posicionamento e credibilidade. Quando você mostra experiências positivas de outras pessoas que já ajudou, você ocupa um lugar de destaque na mente do seu público, depoimentos positivos de clientes e parceiros fazem as pessoas pensarem que podem ter boas experiências com você. Explore isso no seu processo de posicionamento digital.


Ponto 3: Estimule recomendações de referências da sua área de atuação. Ser indicado por outras autoridades do seu nicho de mercado ou de nichos correlacionados pode acelerar bastante o seu processo de posicionamento e autoridade digital. Para isso, uma boa estratégia é fazer menções a essas pessoas nos seus stories ou em postagens do seu feed abrindo espaço assim para ser repostados por essas personalidades.


Para isso acontecer, é importante entender duas coisas: é preciso ter paciência; e segundo só mencionar através de comentários que façam sentido para a outra pessoa, ou seja, que caso ela poste, possa reforçar o posicionamento e autoridade DELA. Do contrário, ela jamais perderá tempo repostando você. Exemplos como: “te acho o máximo @presidentedarepública, não irão funcionar.”


Porém algo como: “Estou conquistando esse diploma hoje graças a muito esforço e dedicação da minha parte mas não teria alcançado isso se não fosse a grande contribuição que @empresariodesucesso me deu a partir dos seus excelentes conteúdos que me inspiraram dia após dia a ser x e t. Obrigada @empresariodesucesso, sem você eu muito provavelmente não estaria aqui hoje.” Algo assim, não muito curto e que tenha conteúdo bem construído e que gere valor para o objetivo da outra pessoa.


Perceba que você fez uma forte recomendação fortalecendo seja lá o que a pessoa faz da vida. Se ela reposta isso, reforça a autoridade dela junto ao seu público. Vale a pena para ela. E nesse respost, toda audiência dela, que tem que ser o seu público alvo, visualizará.


E é isso. Quando você começa a olhar para a ciência por trás de como os seres humanos tomam decisões, torna-se evidente que ocupar uma posição de autoridade e destaque na mente do seu público é fundamental para ter sucesso e é o que separa os meninos dos homens nesse jogo de xadrez chamado internet. Saber o que falar, como falar e para quem falar são pontos essenciais de uma estratégia de vendas online bem sucedida.


E tudo começa com um posicionamento muito claro e muito focado.


Se quiser seguir comigo nessa jornada, se inscreva no minicurso: Posicionamento e Vendas Online que está acontecendo neste momento no meu canal do Telegram. É um programa 100% gratuito e online onde vou te ensinar como sair do anonimato digital e vender na internet em 7 passos. Clique aqui para participar.


Com muito amor e energia,


Luciana

Conteúdos que podem te interessar

Posts Are Coming Soon
Stay tuned...

"Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus." (2 Co 3:5)

© 2020 ENCOM ESCOLA DE NEGÓCIOS EM COMUNICAÇÃO E MARKETING. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.